domingo, 13 de dezembro de 2009

dedos bentos(letra de música)


ifeelmyself.com
Play Showreel

dedos bentos que fazem tão bem dedilhando a luxúria no meu bem
batizado nas águas da paixão um segredo no colchão
que jaz em nós sagrado em cada dobra dos lençóis
no beijo acendendo a madrugada delicias frontais
santuário onde como com os olhos saborosa agonia digital
é o recanto onde encontro as sensações de muito antes do depois
que jaz em nós sagrado em cada dobra dos lençóis
no beijo acendendo a madrugada delicias frontais
dedos bentos que torturam de prazer
bolinando sensações molhada
dedos bentos...

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

e o cristo disse...

...a bola abala o bolo quando fura como bala o travessão na grande área
a gola se esgarça quando a guela se arregala pra regurgitar o grito
entalado na torcida que expele na tossida interjeição monossilábica...
e se instala em todo estádio um sonoro estampido estampado no zumbido
que faz tremular bandeiras insultando o adversário ante o fato consumado
atestando a competência de quem faz do inesperado o desespero do oponente
que assiste inconformado a esqualidez do seu goleiro estabacado no gramado
e o ocaso da pelota na triste paisagem da rede

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

a.normalidade visual que só permite ver objetos a pequena distância



cada um vê o mundo

pelo grau de sua miopia
e explica a vida

não tanto pelo que sabe

mas pelo que supõe
por isso tantos
dizem tantas bobagens

e bobos aqueles
que acreditam

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

...per(do)(ar)...

o maior e melhor ato de comodismo
que a vida colocou à nossa disposição
chama-se perdão
per(doe)!
per(doe)-se!

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

... pecado é não pecar...

...e o pecado
deu à luz a cumplicidade
aquela conexão
muito além da confiança
que diz que o errado é certo
e vale a pena transgredir
nos selou em torno de um segredo
cimentando nosso encontro
protegendo esse encanto
sob o manto do afeto
que afaga nosso fogo
acolhe o inconfessável
expurga toda culpa e inocenta nossos atos...
nos fez donos da pureza que insulta
da volúpia que afronta o bom senso instituído...
vamos juntos na esteira da luxúria
nos lixando pro acaso
na liteira do destino
embalados na ilusão do tempo
balançando nessa corda que desfia em cada arco
desatando nosso laço no prelúdio da catástrofe
do adeus inevitável...

terça-feira, 20 de outubro de 2009

...auto ajuda...

não se desespere
o agora já contém o que virá
pode-se não saber o "quando"
trabalhe! muito
cansou? durma sem culpa
acorde a qualquer hora
e volte ao exercício
persevere obs-ti-na-da-men-te
a leveza é uma sugestão
só aceite críticas
dos que te quiserem muito bem
e só quando você as pedir
ligue o "foda-se"
ele restaura o senso de dignidade pessoal
prossiga! ria àtoa
não basta ser louco
tem-se que cometer o ato
cuidado! viver é sofrer
pra ultrapassar tem que ter preparo

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

filosofia nas coxas

mulher é fogo que lambe
bruxaria e insinuação
encanto e incômodo
ameaça e sedução
nada disso é prudente
isso é tão antigo
a gente não se acostuma
desafia a razão
não é filosófico
é poético
mas o que seduz a filosofia?
a verdade

uma mulher em silêncio
nunca está calada
é o maior esporro
no ambiente filosófico
filosofia e mulher não combinam
mas poesia e mulher, sim
essa é a verdade
então bebo na mesma taça de Nietzsche
"a verdade é mulher"

quarta-feira, 7 de outubro de 2009


...na realidade
não gostamos
da realidade
pois na verdade
não gostamos
da verdade
na realidade
não gostamos
da verdade
pois na verdade
não gostamos
da realidade...

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

embuste

...de que adianta
esse monte de argumento
se a alma diz não...

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

euemeusoutros

sigo só e no entanto sou tantos
talvez por isso não me sinta isolado
quando canso é o cansaço de muitos
e quando durmo sonho demais
tudo desencontrado mas familiar
é o tempo condensado no lapso do descanso
espumas das ondas da existência na espuma do colchão
não tento decifrar nada deixo rolar...
e vou rolando pra lá e pra cá
o mistério é o mistério eu sou a revelação
entre eu e o mistério há um segredo no colchão

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

filosofia barata




vi um mendigo
remexendo o entulho
ele me olhou
e sorriu cúmplice
devolvi-lhe o aceno
com a certeza de que
também sou
um catador de esperança
nas latas da vida

domingo, 6 de setembro de 2009

sonho, de dentro...

...é, tá tudo aí:
pergunta e resposta
sonho e realidade
sonho é realidade
sonho realizado tem um quê
de decepcionante
sonho adocica
realidade é crua
mas ainda é melhor
que o sonho
quer manter o sonho
cor de rosa?
não realize-o!
sonho antecipa
realidade promete
sonho esclarece
realidade justifica
sonho manipula
realidade capitula
sonho e realidade
são realidade...

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

passo a passo

emoção...
motivou a minha vinda
a vida pois nos meus olhos a venda
apagou o meu traçado
e disse vai!

parto...
o desejo
mobiliza sentimentos
traz à luz necessidades
que impõe dificuldades
determina prioridades
me obceca ao esforço
forja aos poucos meu caráter
eu me perco nas minuncias
e me integro a humanidade

perto...
e descubro a intuição
uma leve sensação
que no breu da minha visão
me aponta uma direção
esquecida até então
internado no detalhe

porto...
redescubro a emoção
em cada realização

como uma novidade
pela carga de alegria
que derrama sobre o peso
da carga da existência
que esparrama na calçada
desce pelo meio-fio
e pavimenta minha estrada

clarão...
já não vejo mais a venda
tô no rumo do fortuito
a vida é uma sensação
existir só vale a pena
se emoção for o intuito

terça-feira, 25 de agosto de 2009

sábado, 15 de agosto de 2009

elevador

paixão não permite espera
e um cio existencial
sua intensidade tem
o tamanho do mundo
dor dos deuses
que me desloca cegamente
em tua direção...
o que é possível
entre um homem
e uma mulher não se prevê...
paixão é o imprevisível eternamente esperado
drama zen concentrado numa taça com a tua transparência
cheia até a metade com vinho tinto e a outra repleta de voce
que eu bebo gulosamente e me embebedo...
sempre iluminado pela baça luz de uma vela
que mais se assemelha à minha miopia
do que a minha clareza
a dor da paixão é a dor da elevação...

domingo, 9 de agosto de 2009

penhoradamente


Agradeço a meu pai
por ter me ensinado
a não me levar
muito a sério
Agradeço a minha mãe
por ter me ensinado
a me levar
muito a sério
Agradeço a meus irmãos e irmãs
por não me levarem
nada a sério

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

viola da gamba



















adoro o cello
porque o som
sai dentre as pernas...
talvez por isso
seu timbre
seja tão humano

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

lamparina

à meia-noite meio-dia é sonho
ao meio-dia meia-noite é sonho
à meia luz
meia-noite e meio-dia se encontram...
e nasce o delírio
meio noite meio dia
meio escuro meio claro
meio sussurro meio grito
meio tijolo meio barro
meio louco meio são
ele rema contra o tempo
e a meio caminho
meio claro meio escuro
ele vislumbra o fim ou o começo
meio cansado dorme
sonha com o dia
acorda meia-noite
e lembra que a essa hora
meio-dia é sonho

terça-feira, 21 de julho de 2009

sêmen


o silo
é o asilo daquilo
que exila no solo a cela da vida
protege e guarda no falo
o gérmen que livre da sola e do salto
aguarda o pulo...
um grau para grão ir da planta ao pão ao pau
que alimenta sustenta e contém o devir
que em ti excita a fome...
come bebe lambuza e lava o prato
contempla o silo assimila o momento
digere o instante e percebe o auxílio
daquilo que acode sem dor
faz do alimento o remédio
pra que não faças do remédio o alimento

sábado, 18 de julho de 2009

...

a poesia

não define
não elogia
não pajeia
não plagia
não claudica
não critica
não explica
não complica
não fabrica
não atura
não fatura
não manufatura não calunia não vacila e não sacia
a poesia não e NÃO!!

segunda-feira, 13 de julho de 2009

passeio

e vamos nós
felizes da vida
de mãos dadas com a morte
como se o tempo e seus perigos
não rondassem nossa existência
querendo o apego e o chamego
agarrando-nos inteiramente
a cada encontro
como se fôssemos eternos
e inesgotáveis
vivendo!

segunda-feira, 6 de julho de 2009

(des)feito



...eu sou poeta
aquele que desaparece
pra poesia aparecer
ela fica
eu vou...
e minha grandeza aumenta
na medida em que demonstro
que minha arte
é muito maior que eu...

segunda-feira, 29 de junho de 2009

...fase...

o período mais tranquilo
da minha existência
foi passado justamente
nas entranhas da mulher
de um outro homem
ele sabia de tudo
gostava da situação
não se sentia traido
nem ela uma traidora
aliás
foi ele quem me colocou lá...
estamos juntos nesse triângulo
amoroso equilátero até hoje
ela é minha mãe
ele, meu pai

quinta-feira, 25 de junho de 2009

gestão

tenho que estar
sempre avaliando
meu poder de fogo
e revendo se ainda
continuo com bala na agulha

quinta-feira, 18 de junho de 2009

segunda-feira, 15 de junho de 2009

terça-feira, 9 de junho de 2009





...acúmulo de decepções
sedimenta as frustrações
cuidado para mais tarde
não vires a chamar
essa grande desilusão
de experiência
pois será o mesmo que confundir
berimbau com gaita...

sábado, 6 de junho de 2009

alta costura

pela pele
vendo a roupa que te despe
me despeço desta veste que me tece
desato o ultimo nó do novelo
e então nu em pelo
me ofereço como agulha
e invisto em teu tecido
costurando aqui ali
me fazendo teu bordado
adornando teu sentido
tatuando meu desenho
nos locais mais escondidos
me sentindo permitido
me vestindo de você
definindo ponto a ponto
no vai vem do percurso
certa malha de beleza
que me mostra com clareza
que é em ti o meu sudário

quarta-feira, 3 de junho de 2009

tipo assim...

vivi a experiência do momento que antecede o fim
sem necessariamente estar no fim
aquele lapso de total inapetência emocional
sem vinculo com ninguém e com nada
onde tudo e todos perdem o significado
o ambiente, os íntimos permanecem próximos
são reconhecidos, mas já não movimentam
qualquer sentimento...
amor, ódio, raiva, compaixão, gratidão, ansiedade, culpa, perspectiva...
tudo que dá sentido à existência já não existe
total alheamento, mas sem ansiedade
todos os órgãos do sentido em perfeito funcionamento
as faculdades físicas e mentais completamente alertas
percebendo friamente o novo fato da plena falta
ali, vazio, mas não desumanizado, sem surpresa, sem sobressalto
nem o temor da certeza do fim
pronto pro salto...
já havia lido algo sobre esse estado que acomete pacientes terminais
que na penumbra do padecimento conseguem verbalizar sobre esse momento
mas entre o conhecimento intelectual e a experiência emocional
existe uma distância descomunal que, não sei como, consegui transpor...
isso mais do que nunca coloca minhas prioridades em perspectiva

sábado, 30 de maio de 2009

neonato

deliro pra não enlouquecer
mas extrapolo
e enlouqueço pra delirar
é duro mas tem que ser assim
vagar no escuro com o próprio lúmen
com o medo e autonomia
de apenas um palmo além do nariz
e a culpa a incerteza o quase arrependimento?
obsessão a sensação de excomungado
prosseguir prosseguir...
é tudo por um triz
existir é muito rápido
o aparelho é muito falho
e eu sou filho do vampiro
que não quer que ele passe
que não quer que ele envelheça
que não quero perder nada
que não quero que pereça
que só quero que apareça
a aparência do antes no durante
serenamente como se nada estivesse
se passando...
delírio loucura
loucura delírio
EU SEI EU SEI !!!
essa é a diferença entre eu e um louco
BRUUUUUUUU.....

quinta-feira, 28 de maio de 2009

i feel so good

me sinto tão bem contigo
que parece que estou só
é como masturbação...
nosso amor é alforria do casamento
sem itbi iptu ipva luz água telefone
rugosidades do cotidiano...
mas estamos juntos sempre
pra nunca mais...
nunca mais é muito tempo
é tanto que nem sei dizer
horas que não descontam
fazem muito mais caber
histórias que sempre conto
memórias que faz voce permanecer como meu irmão
me visitar sem dar sermão
um dedo de prosa é o bastante
o jeito de olhar também faz
só não percebe quem não abre o coração
que o texto não vive sem a imaginação
...porque a vida precisa de atenção...

terça-feira, 26 de maio de 2009

...sobre vivência...

o fracasso está em mim
é congênito

eu que aprenda a rejeitá-lo
o sucesso está ali e continuará
imbatível
desafiando meu acesso
com suprema indiferença
acolhendo tantos outros
rejeitando outros tantos
se ainda não cheguei
não foi porque fracassei
simplesmente não deu
AINDA!!
sei o que significa sofrer pra realizar algo grande
mas não posso perder tempo com auto piedade

empreender a escalada é uma espécie de declaração de gurerra
deve ser planejada com as minúncias e a impiedade de uma batalha
e no final da peleja ele continuará láINVÍCTO
não houve vencido ou vencedor
só sobrevivente








sexta-feira, 22 de maio de 2009

o papagaio e o pato

...anos 5o, analógicos tempos, digital ainda morava no corpo e já era perfeita
a arte que o diga, ela sempre aponta um caminho e alarga outros...
pois é nessa que o recém-nascido Zé Carioca é apresentado pelos estúdios da Disney
ao ilustre Pato Donald e ao mundo no desenho "aquarela do brasil"
sob a trilha de mesmo nome e de autoria de Ary Barroso
o samba mais parece uma rumba, mas arromba uma barreira cultural
dizem que foi uma gracinha dos americanos para que o Brasil
entrasse como aliado na segunda guerra mundial
só que a arte está acima do bem e do mal, não faz julgamento moral
ausculta os corações dos monstros, encontra sua humanidade
e caminha (sublimi)narmente daí pro espaço-tempo...
pois bem, em retribuição, Zé traz o Pato pra visitar o Rio...
muito tempo se passou até a obra ser liberada no espaço
por questões de direitos autorais, mas foi...
bem, o desenho fala por si em oito minutos de eternidade e o Brasil agradece
divirtam-se...

video

quinta-feira, 21 de maio de 2009

louco














...uso meu sonho pra falar do mito sem pagar mico...

meto a mão no verso mesmo que saia manco depois me manco...

sei de tua sanha nela me inspiro e faço canção...
sonorizo teu delírio e gravo uma porção
por isso minha flor não deixe de sonhar pra me inspirar...




segunda-feira, 18 de maio de 2009

ma(ma)minha

sou a prova viva
e irrefutável
de que mulher
gosta de homens
com ossos fortes:
é que a primeira
mulher da minha vida
me alimentou
de leite

terça-feira, 12 de maio de 2009

?

interrogação é gota
que volta
do pingo de água
na poça
no lago
no rio
no mar
pra ficar no papel
sem molhar
e dizer no desenho:
não subi desisti
até que tentei conflitei
mas o medo que veio
me fez estancar
bem no meio do pulo
saber dos apuros
me deu arrepios
então rodopio e retorno
de novo à represa
diluo e reponho
as forças no meio
quem sabe algum dia
com mais alegria e certeza
estico meu traço
e rumo pro alto?!

!

exclamação é gota
que volta
do pingo de água

na poça
no lago
no rio
no mar
pra ficar no papel
sem molhar
e dizer no desenho:
quero subir
diluir vaporar
viajar nuviar
congelar
pra de novo cair
retornar entornar
gotejar
e de repente: ploft
olha eu aqui: !


sábado, 9 de maio de 2009

quezila



...entendo perfeitamente
suas razões...
o lado bom de viver
a coisa ao extremo
é o conhecimento
que advém
do extremo da coisa

domingo, 3 de maio de 2009

posse

tu és minha!
tenho-te como no início dos tempos
e como gostaria de ter minha casa
meu carro meu telefone e tudo mais
sem escritura certificado de garantia
ou qualquer outro papel passado
tu és minha com a certeza da existência
meu usufruto meu direito implícito
como o direito que tenho
ao ar que respiro
e ao sol que me alimenta
sem a certeza da falta
ou que tua presença seja um luxo
assim como sei
que meu braço esquerdo me pertence
sem que eu o tenha adquirido
em uma loja de departamentos
tu és minha!
eu te tenho com a alegria
que tenho minha vida

crônico







a beleza
é minha
droga

quarta-feira, 29 de abril de 2009

implícito

...e ela se sentiu
tão à vontade com ele
que se fez vulnerável
dependente do seu amor
sua valorização
e seu sexo...
ele correspondeu
ela desabrochou como uma flor
e lhe presenteou com a transmutação
de uma mulher em femea
esplendorosa e devotada...
hoje ele é cativo dela
e seu amor por ela
é o encontro com ele mesmo

unidade básica da comunicação pela fala


tantas
palavras
pra
tentar
explicar
o inexplicável...
a poesia

viverá
onde
coexistir
o inexplicável

mulher da vida



...a grande mulher
do meu mundo
é a vida
a mãe da vida
no meu mundo
é mulher
a mulher da vida
no meu mundo
é minha mãe...

domingo, 26 de abril de 2009

vertido

marido é aquele que carrega
o peso da instituição casamento nas costas
amante é aquele que traz
a leveza do namorado fogoso recém-conquistado
o perfil do marido é curvo e arqueado
pelas intempéries do lar
o perfil do amante é ereto e esguio
um charme a serviço do romance
marido, coitado, é um santo
que brota das profundezas do inferno
amante não, já cai do céu prontinho
vigoroso bonito e gostoso
marido põe a mesa
amante senta e come
marido serve ao amante
amante é marido não sagrado
marido é amante que sangrou
amante é marido que não se tornou
marido é amante que entornou

sexta-feira, 24 de abril de 2009

...safo...(pra lin)

minha intuição vive dizendo
que minha razão tem toda razão de ser
mas minha razão várias vezes
quis submeter minha intuição
minha razão é como uma criança
egocêntrica manhosa e nervosa
que pensa que tudo gira em torno de si
mas minha intuição não
é excêntrica mas sutil
surge tranquila e sabiamente maternal
nos momentos mais inesperados de minha tensão
minha intuição é tão feminina
que quando estou em seus braços
sinto-me como mulher...
sinto uma forte atração (homo)sexual por ela
foi minha intuição quem disse pra minha razão
que minha parte mulher é lésbica
e com toda razão

quarta-feira, 22 de abril de 2009

pou pou pou




somostodos
delinquentes
praticando
nossosdelitos
comarmasdiversas

sexta-feira, 17 de abril de 2009

no graal

foi mal!
pisei a bola!
superestimei em muito
a capacidade de voces
em se libertarem
da escravidão do pecado
por conta própria
fiquei tão envolvido
com o prazer secreto
da minha paixão
e o poder de atrair atenção
de hebreus e romanos
com meu flagelo físico
que terminei não percebendo
que em essência
a substância humana é insana
inclusive a minha...
a natureza divina quando resolve
experimentar a natureza humana
mesmo que seja por simpatia
corre o risco de cair nas armadilhas da existência
não previ as consequências e me estabaquei!
e dois milênios e uma década depois
não foram suficientes pra me redimir
então voltei e encontrei o maior tumulto...
mas tudo bem
tamos juntos!
vamos nessa!
sem apóstolos
sem intermediários
mas numa aposta mais honesta
num futuro sem tanta mística
sem traição
sem covardia...
muito samba
rock"n roll
mulheres crianças trabalho alegria
e umazinha no graal pra molhar a palavra
e brindar um novo começo
valeu!?
 
Website Statistics Investing