sexta-feira, 22 de maio de 2009

o papagaio e o pato

...anos 5o, analógicos tempos, digital ainda morava no corpo e já era perfeita
a arte que o diga, ela sempre aponta um caminho e alarga outros...
pois é nessa que o recém-nascido Zé Carioca é apresentado pelos estúdios da Disney
ao ilustre Pato Donald e ao mundo no desenho "aquarela do brasil"
sob a trilha de mesmo nome e de autoria de Ary Barroso
o samba mais parece uma rumba, mas arromba uma barreira cultural
dizem que foi uma gracinha dos americanos para que o Brasil
entrasse como aliado na segunda guerra mundial
só que a arte está acima do bem e do mal, não faz julgamento moral
ausculta os corações dos monstros, encontra sua humanidade
e caminha (sublimi)narmente daí pro espaço-tempo...
pois bem, em retribuição, Zé traz o Pato pra visitar o Rio...
muito tempo se passou até a obra ser liberada no espaço
por questões de direitos autorais, mas foi...
bem, o desenho fala por si em oito minutos de eternidade e o Brasil agradece
divirtam-se...

5 comentários:

Adriana Godoy disse...

Bela lembrança, Guru....esses artistas!!! Beijo.

Aline Christal disse...

....lindoooooooooooooo!
Me atrevo em dizer que são bem melhores do que os de hoje, que são tão TECNOLOGICAMENTE poluídos.!

Já estava c/ saudades daqui...bjão!

P.S - Tu canta muito hein? Adorei suas músicas...

Mirse disse...

Que maravilha!

Essa escolha tinha que ser sua, Guru!

Arte, música prosa e patriotismo unidos, que dão a maior lição de moral no mundo!

Lindíssimo!

Beijos
Mirse

P.S. Adorei as flores cantando

Lin disse...

Muito boa abordagem!
Bj

Beti Timm disse...

Saudades do Zé carioca e do Pato Donald, qdo menina eu devorava os gibis. O filme ainda não vi, mas tenho visto muitas críticas favoráveis e teu texto está perfeito, muito degustável!

Beijinhos

 
Website Statistics Investing