sexta-feira, 30 de outubro de 2009

... pecado é não pecar...

...e o pecado
deu à luz a cumplicidade
aquela conexão
muito além da confiança
que diz que o errado é certo
e vale a pena transgredir
nos selou em torno de um segredo
cimentando nosso encontro
protegendo esse encanto
sob o manto do afeto
que afaga nosso fogo
acolhe o inconfessável
expurga toda culpa e inocenta nossos atos...
nos fez donos da pureza que insulta
da volúpia que afronta o bom senso instituído...
vamos juntos na esteira da luxúria
nos lixando pro acaso
na liteira do destino
embalados na ilusão do tempo
balançando nessa corda que desfia em cada arco
desatando nosso laço no prelúdio da catástrofe
do adeus inevitável...

12 comentários:

Cosmunicando disse...

maravilha, Guru... perfeito :)
bjos

Ana disse...

Obrigada por sua visita em meu blog. E parabens pelo seu espaço... belas imagens... belas poesias.... textos magnificos.
Estou te linkando para que outros possam acessar este espaço..

Ana

Mirse Maria disse...

Un dos mais lindos textos poéticos que já li até agora!

"O inconfessável expurga toda culpa"

Genialidade é isso!

Parabés, amigão!

Beijos

Mirse

Adriana Godoy disse...

Guru, pecado é não ler esse poema! Bom demais da conta, sô!!! Beijo.

"e vale a pena transgredir"

Anônimo disse...

acolhe o inconfessável
...
nos fez donos da pureza que insulta

Cada alma feminina que escuta suas palavras confessa o quanto elas insultam, purificam e acolhem.
Pecado é não pecar com a sua poesia!

Anita Mendes disse...

hehehe.. quem não gosta de pecar?
Pecamos então!(pq tua poesia é tentadora!)(rs)
beijos... Anita

Zélia disse...

É como disse Renato Russo:

"Pecado é provocar desejo e depois renunciar"

Outro bj!

Luciano Fraga disse...

Meu nobre amigo, até que enfim pude ter acesso ao seu espaço indispensável, já estava ficando irritado em não poder postar aqui,espero ter resolvido.Pecado? o que é isso?Beleza, abração.

Renata de Aragão Lopes disse...

Há luxúrias
permitidas... : )

Beijo,
doce de lira

Oculta disse...

Pecado é não pecar...
É não te ler, reler...

Adoro vir aqui...

Beijo

Branca disse...

Esse SEU poema é estranhamente mEu.
Parece que contou meu segredo!!

bjos

Obrigada pela vista!

Mai disse...

"...a minha culpa é libertina..."

abraços.

 
Website Statistics Investing