sábado, 30 de abril de 2011

bebeconforto

às vezes me sinto tão novo e tão imaturo
que parece que ainda não nasci
mas continuo aqui
e a sensação de desamparo aumenta
na medida em que cresço...
viver é sofrer!
a diferença tá na maneira em que
alguns escolhem levar a carga
não há aquele que não sinta
o peso do vazio da existência
não tem como não se morrer um pouco quando alguém seu se vai
é do adulto carregar a criança
mas até ela se torna pesada a cada passada
é o adeus à inocência
o contrato das almas é feito na inconsciência
mas o distrato é feito na vigília
é aí que mora o desastre
tenho plena certeza que nem eu nem você
e ninguém precisa passar por isso que estamos passando
mas estamos passando
é o descaso do acaso que faz com que
nesse momento esteja tudo uma merda!
não sei como a providência opera os dados
pra que as coisas aconteçam ou não
a nosso favor ou contra mas aconteceu
vai passar eu sei
mas até lá vamos amargar uma espera desesperada inesperada
é a vida nos tomando e fazendo o que bem entende com a gente
só nos resta aceitar os fatos deixar rolar
e a esperteza pra nos desviar das lambidas
do fogo do inferno em que estamos
inveja é querer ter o que é do outro
sem pagar o preço
não é o meu caso
sou esclarecido o suficiente pra saber
que essa é uma maneira preguiçosa e velha de sofrer
então não me resta nenhuma muleta conceitual
em que me apoiar a não ser na minha
boa e surrada forma de dizer foda-se pro destino
e manter a fé no futuro mesmo que incerto
isso aumenta a certeza da sensação de solidão no caminho mas eu vou...
tô indignado triste só e muito puto mas eu vou!

10 comentários:

betina moraes disse...

guru,

meu amigo,


uma bela catarse verbal!
tudo é tão denso e ao mesmo tempo tão leve ao teu apelo, que fico oscilante entre dar-lhe colo ou pedir-lhe colo.

um beijo, querido.

CAROLINA CAETANO disse...

Guru, um meu amigo acabou de me dizer "tô enlouquecido com essa porra de viver"... E eu fiquei cá pensando tanta coisa que ele até já tinha mudado de assunto antes deu responder.
Aí, vai... E vem você. E com as exatas palavras da Betina, ainda as minhas, que eu digo:

que vai... Se vai indo.

Um abraço e tanto!

Iara disse...

Tô indignada triste e só, mas eu vou
"...tá tudo muito louco, tá difícil de existir...", mas vamos, eu sei que vamos. É foda! Foda-se! Temos que ir! O vazio é o novo. Solidão e futuro dão alguma coisa, tem que dar...

Zélia disse...

E eu vou junto! Vc está certo. A maioria das coisas pelas quais passamos são desnecessárias na nossa vida. Se não totalmente, a maior parte delas. Mas vc sabe que a gente aprende com essas coisas? Aprende mesmo. Não falo por falar. Às vezes, esse aprendizado não chega na hora em que essas coisas acontecem. Mas ele chega. Isso nos torma mais fortes. Na marra, levando no lombo mas a gente aprende e fica mais forte. Tenho passado um momento difícil na minha vida e ainda não consigo enxergar a razão de tanta turbulência. Há alguns anos perdi pessoas que eu amo e o chão ainda me falta. Porém, é como vc disse. Dane-se tudo eu continuo!

Eu queria poder te dizer coisas que acalmasem o teu coração. No entanto, eu sei que, às vezes, o silêncio é melhor. Por isso, eu vou terminar dizendo apenas que eu estou contigo.

Paz pro teu coração, meu querido amigo! ;)

Ilaine disse...

Guru, amigo! Palavras escolhidas-um grito. Há dias assim, há tempos tristes. Tantas vezes preferiríamos ser um bebê novamente e dormir muito, sem precisar acompanhar as dores do mundo. Mas já crescemos e precisamos caminhar. Mas há também esperança. Beijo no coração... Penso em você!

Ana Andreolli disse...

eu acho que solidão não faz bem à homem algum, mas tudo seria bem mais simples se pagar o preço tivesse um descontinho, e se a nossa felicidade dependesse só e exclusivamente da gente. mas nao é bem assim.

Adriana Godoy disse...

Guru, uma explosão de puteza e poesia! Adorei! beijo

Lin disse...

PQP! Sublimar como?
Mas vamos e vamos...

Luciano Fraga disse...

Meu nobre irmão, um desabafo. Certas ondas da vida que se apresentam como um estranho desafeto, mas vai em frente,"é melhor morrer que deixar de viver..." grande abraço.

MIRZE disse...

MY phylosofer!

Não morra, nem se desespere. Há quem precise muito de você, do seu balaio remexido.

Estamos no mesmo barco, apenas o mar é que muda.

Beijão!

Mirze

 
Website Statistics Investing