terça-feira, 28 de setembro de 2010

O Poeta e o político

O poeta usa a palavra pra dizer
O político usa a palavra pra esconder

O poeta esclarece no subjeto

O político encarece no objeto

A mente do poeta é profana

A mente do político é insana

O poeta é síndico

O político é cínico

O sonho do poeta é completar

O sonho do político é locupletar

O poeta encarna

O político escarna

O poeta sonha com a política

O político sanha na política

O poeta bate palmas
O político manda bater
A poesia do poeta é filha
A política do político é falha
O poeta excita
O político broxa
O poeta acaricia
O político atocha
Poeta que é poeta odeia político
Não pelo poeta ser avesso à política
Mas pelo político ser o avesso
Do avesso do avesso do avesso...

15 comentários:

Mirze Souza disse...

Bravíssimo!!!!!

Isso, Guru!

É poesia das boas, daquelas que não tem medo!

Tem raça!

Beijos

Mirze

Zélia disse...

Adorei!!! E a foto, então? Perfeita!

Bjo! ;)

Mai disse...

Tens inteira razão, Guru.
Mas diante de toda antipoesia de um horário eleitoral empurrado goela abaixo, e diante de toda verdade que há em teu poema, talvez seja a poesia o melhor alento e talvez seja o poeta o mais consciente eleitor.

gostei disto!

um beijo

Jacinta Dantas disse...

Nesse momento, o melhor mesmo é se deixar encantar pela poesia, tornando-se poeta.
Muito bom o teu poema. Qualquer dia, se vc autorizar, vou postá-lo lá no flroescer, com os devidos créditos, é claro.
Um abração

Luciano Fraga disse...

Guru meu velho,acertou em cheio no alvo, melhor na cara desses caras,lugar de poeta é num palco, políticos não cabem mais nem em palanques, abraço.

Lin disse...

Não me decepcionei definitivamente com a política. Não me decepcionei definitivamente com o homem. Ainda sou uma mulher de muita fé e esperança na humanidade. Bj

Adriana Godoy disse...

Guru, embora não acredite que poeta que é poeta sempre odeie política, acredito na sua poesia. Um bom poema pra se pensar...beijo

Anita Mendes disse...

tua poesia simples
diz mais que complexas palavras
guru é grande mestre de sabdoria popular! canta , canta com teus verso pra todos escutarem!
beijos enormes pra ti!
Anita

Mai disse...

Saudades de ti.
E sigamos, (apesar dos políticos) e para suportarmos a realidade, muita música e poesia.

beijo

betina moraes disse...

guru

(tive a impressão de conhecer o verso, você já o tinha publicado? eu já conhecia? me lembro ainda de pensar o quanto era a "sua cara" cada uma das excelentes comparações...)

bem, mesmo que já o tenha lido é bom dizer outra vez o quanto é perfeito!


um beijo.

Ilaine disse...

Pois, este balaio guarda tantas surpresas. Dei uma remexida e encontrei palavras lindas que carregam tanta verdade. Parabéns, querido Guru. Adorei! Ah, estou com saudades de você. Beijo

José María Souza Costa disse...

eu gostei do seu blog, e vim lhe convidar a visitar o meu, e se possivel seguirmos juntos por aqui. estarei garto e lhe esperando por aqui
http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

Barbara disse...

o poetataarretadodebom!

Renata de Aragão Lopes disse...

Nem me fale, Guru,
nem me fale...

Excelente poema!

Abraços,
Doce de Lira

doni seo disse...

obat kuat

pemutih badan

obat asam urat

obat pelangsing

obat hernia

obat diabetes

obat herbal

game pc

obat kuat semarang

 
Website Statistics Investing