quarta-feira, 10 de agosto de 2011

gaiola do louco




conheci o peso morto

da morte que viola a ordem
é descomunal!

pior que a morte em si

é morrer em vida

e ter que ressuscitar

da própria existência

e prosseguir suportando

a lucidez crua e vulgar
do dia dia...



não sei como fiz mas eu fiz

aliás algo em mim o fez por mim

13 comentários:

betina moraes disse...

muito comovida contigo, meu amigo.

um beijo.

Mai disse...

loucido! porque viver tem sido essa pedreira que só se quebra com poesia.

Ana Andreolli disse...

nossa, q imagem aflitiva!

Walkyria Rennó Suleiman disse...

JeusMaria&José...... passo por isso todo santo dia, ultimamente..... e espero a tal da ressureição em vida

Juliana Carla disse...

Olá!

Algumas raízes merecem ser apodrecidas.

Ao que sair dessa gaiola, bem vindo a vida!

Contraditório? Viver morrendo é.

Força!

Bjuxxx e xeroo

Juliana Carla
brailledalma.blogspot.com

MIRZE disse...

Viver e norrer a cada dia o seu tanto.

Lindo!

Beijos

Mirze

Zélia disse...

Saudades! Mais uma vez, vc foi certeiro! E a foto, perfeita!

Bjo! Bjo!

PS. Andei meio fora de mim esses dias...

Sylvio de Alencar. disse...

A lucidez crua e vulgar do dia a dia: é disso que é feita a vida (também).
"...a morte que viola a ordem.." Ai...! e como viola!!!!! Ultrapassa a carne, fere fundo!

Isso, isso!: algo em nós, o faz por nós.

Abraços.

Zélia disse...

Louca eu seria se deixasse de vir aqui. Vc sabe! ;)

Luciano Fraga disse...

Caro amigo, o pior infortúnio é o do morto vivo... abração.

Adriana Godoy disse...

Guru, coisa de assombração!!!

Muito bom, gostei mesmo. Beijo

Lin disse...

É Guru,
Levantar prá cair e depois levantar... Melhor com poesia.
Muito bom!
Beijo

Cléo Pinheiro disse...

Gostei muito da foto.Tem tudo a ver.

 
Website Statistics Investing